18 de mar de 2011

UEE-MG e UCMG fazem Blitz na Assembléia Legislativa


A Comissão de Educação da Assembleia Legislativa de Minas Gerais foi ocupada, na manhã desta quarta-feira (16/3/11), por um grupo de estudantes que, a pedido do deputado Carlin Moura (PCdoB), apresentou sua pauta de reivindicações. A mobilização faz parte da Jornada de Lutas União Estadual dos Estudantes de Minas Gerais - UEE e da UCMG2011. Os representantes da classe estudantil pediram o apoio dos deputados para uma série de medidas governamentais, entre elas a criação de um Fundo Social do Minério para financiar a educação e o desenvolvimento social.

Para os estudantes, essa reivindicação é justa, na medida em que o Estado é o maior produtor nacional de minério, sendo responsável por nada menos que 70% da produção mundial de minério de ferro. Eles compararam os royalties do petróleo com a Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM), dizendo que, enquanto os Estados produtores de petróleo recebem 10% do faturamento bruto sobre a extração, Minas Gerais fica com 2% do faturamento líquido sobre a exploração mineral. "Só em royalties sobre o petróleo, a cidade de Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, fatura mais que o orçamento total de Contagem, sendo que ambos os municípios têm aproximadamente o mesmo número de habitantes", afirmou a presidente da UEE Luiza Lafetá.

De acordo com Luiza, a Blitz na ALMG foi o lançamento da Campanha pelo Fundo Social do Minério. Ela avalia positivamente a campanha, pois o mote tem sido recebido bem por todos deputados, seja eles de oposição ou do governo. “O próximo passo agora é fazer uma audiência conjunta entre a Comissão de Participação Popular e Comissão de Educação, para apresentar a comunidade a Campanha e fazer com que a ALMG assuma essa luta”, conclui.

A Blitz pecorreu todos os corredores da ALMG colhendo apoio dos deputados cerca de 46 deputados dialogaram com a entidade e garantiram total defesa da bandeira. O proximo passo será a passeata de rua do dia 23 de março q culminará também na porta da ALMG. A jornada se junta com as diversas ações em defesa da educação da UNE e UBES.
 
Por: www.ujs.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário